A origem

As informações do remo são poucas precisas em relação a sua origem.  Antigos textos gregos, fenícios e romanos indicam a prática da modalidade. Há relatos de que as primeiras regatas foram organizadas por barqueiros do Nilo, no Egito Antigo. Na época, eles remavam pela honra de poder participar das nobres procissões funerárias dos faraós. Outro relato da conta de que na Grécia, em 19 a.C, o Enéias, príncipe de Tróia, realizou em Eneida uma competição para homenagear o seu pai. Uma disputa entre quatro barcos, movidos por 200 prisioneiros de guerras. O detalhe, é que esses prisioneiros competiam acorrentados aos botes.

 

Já para alguns historiadores, as primeiras competições entre barcos a remo começaram em Veneza, na Itália, em 1315, entre os gondoleiros. No estilo amistoso, de caráter festivo, ocorreu um evento, em 1715, na Inglaterra, entre as pontes de Londres e Chelsea, no rio Tâmisa. O objetivo do organizador Thomas Dogget, um famoso ator da época, foi celebrar o primeiro aniversário do coração do rei Jorge. Participaram apenas a burguesia.

 

A prova ainda é disputada e foi denominada de “Doggett’s Boat and Badge”. Essa pode ser considerada a mais antiga competição esportiva realizada ininterruptamente do mundo.

 

Os burgueses ingleses não queriam apenas “um caráter festivo”. Portanto, começaram no final do século XVIII a regulamentar as regatas, e com isso o remo passou a ganhar formas modernas.  Assim, com definição de regras, em 1775 foram disputadas as primeiras regatas oficiais do esporte. Essas competições também foram realizadas no rio Tâmisa.

 

Em 10 de julho de 1829, em Henley-on-Thames (um trecho do rio Tâmisa), foi disputada a primeira prova da tradicional regata entre as universidades de Oxford e Cambridge. O evento marcou o surgimento do remo como um esporte moderno, porque os participantes compareceram com os barcos reformados e adaptados para competições. Os barcos para oitos remadores possuíam um timoneiro.

 

A partir de 1890 o esporte já estava sendo praticado em outros países da Europa e nos outros continentes.  Essa expansão ajudou na fundação de clubes e associações. As sociedades interessadas na prática do remo provocaram a criação de federações nacionais. Em 1892, na cidade de Turim, na Itália, foi criada a Federação Internacional das Sociedades de Remo (Fisa), unificando as regras do esporte internacionalmente. Em 1893, a Fisa organizou o primeiro Campeonato Europeu.

 

O remo estreou nas Olimpíadas de Paris, em 1900.  Foram realizadas seis provas com a distância de 1.750 metros, disputados no rio do Sena. Houve a tentativa de inclusão do esporte nas Olimpíadas de Atenas, em 1896, mas devido a uma forte ressaca, com ondas gigantescas, anularam as competições. As mulheres participaram pela primeira vez só nas Olimpíadas de Montreal, em 1976.

 

História do remo no Brasil

No Brasil, segundo Alberto B. Mendonça, que fez diversos relatos sobre histórias dos esportes náuticos, a origem das regatas começou em 1566, no Rio de Janeiro. Lembrando que nessa época havia um confronto entre portugueses e franceses. E para comemorar uma fuga dos inimigos, os portugueses realizaram uma disputada de canoa. Isso virou uma solenidade religiosa, sendo instituída, no dia 20 de janeiro, “A Festa das Canoas”. Falando em religião, o Padre Antonio Vieira confirmava, em seus escritos, que colonos e índios realizavam corridas de canoas, ao longo da costa brasileira, no período que o Brasil era colônia.

Em 1893, segundo os historiadores, a regata era praticada nas cidades de Santos (São Paulo) e Porto Alegre (RS).  O primeiro clube que surgiu como praticante desse esporte foi o Clube de Regatas Santista, de Santos.  No entanto, a elite carioca que popularizou o remo no país, pois ela era a diversão dos jovens. Isso fez com que clubes como Flamengo e Vasco formassem equipes para disputar regatas na Baía de Guanabara. A Confederação Brasileira de Remo foi fundada só em 25 de novembro de 1977.

 

Em relação aos Jogos Olímpicos, o Brasil obteve grandes resultados como o quarto lugar de Eduardo e Carlos Castelo, no Skiff duplo, em 1924, nas Olimpíadas de Paris.

Fonte: http://www.travinha.com.br/esportes-aquaticos/9156-remo/3114-remo-historia

 

História do Remo em Brasília

O esporte de remo na Capital de Brasília é praticado no Lago Paranoá desde o início da década de 60. A primeira competição registrada pela imprensa da época mostra o remador do Botafogo Futebol e Regatas Alderico da Silva Theodoro recebendo premiação pela vitória das mãos do Dr. Israel Pinheiro, patrono da terceira prova.

A transferência da Capital do Brasil do Rio de Janeiro para Brasília trouxe junto muitos cariocas que já eram praticantes do remo e encontraram aqui um local bastante próprio para dar continuidade à sua prática

A Federação de Remo de Brasília como entidade foi organizada em 29 de maio de 1978 para administrar, dirigir, controlar, difundir e incentivar no Distrito Federal e entorno a prática do esporte do Remo em todos os níveis, inclusive portadores de deficiências.

Os membros fundadores foram os clubes: Brasília Motonáutica Clube, Cota Mil Iate Clube, Iate Clube de Brasília e Minas Brasília Tênis Clube.

A FRB é uma entidade filiada à Confederação Brasileira de Remo, não possui fins lucrativos, tem caráter eminentemente desportivo, cuja finalidade básica é apoiar os clubes no desenvolvimento e promoção do esporte de remo no Distrito Federal.

Desde a sua constituição a Federação promove, anualmente, o Campeonato de Remo de Brasília, com competições entre os clubes filiados. Além disso, incentiva a participação dos clubes filiados em competições regionais e nacionais.

Brasília sediou também edições da Copa Norte Nordeste obtendo vitórias em diversas provas, com vários atletas se destacando e que inclusive foram convocados para compor a seleção brasileira de remo, tais como Pedro Borges Pizarro, Célio Dias Amorim, Camila Carvalho e Carvalho.

No cenário nacional a Capital Federal também se destacou com boas participações, obtendo medalhas de ouro, prata e bronze.

Em 2014 a Federação de Remo de Brasília sediou a realização da Copa Norte Nordeste e o Campeonato Brasileiro de Remo Master.

Atualmente a FRB tem como filiados os Clubes: Associação Atlética Banco de Brasília – AABR, Associação dos Funcionários do Banco Central – ASBAC, Clube Naval de Brasília – CNB e Minas Brasília Tênis Clube – MBTC.

Federação de Remo de Brasília.

Centro Poliesportivo Ayrton Senna - Conjunto Aquático Cláudio Coutinho
Ala:B, sala: 09 - Brasília/DF - Caixa Postal:2171 – Cep: 70343-970
E.mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.